DE ONDE VEM A INFORMAÇÃO QUE VOCÊ CONSOME?

Há muita informação circulando na internet. Mas quantas delas são, de fato, verdadeiras? É preciso ter muita cautela antes de acreditar no que lê por aí, especialmente quando o assunto é saúde. Informações falsas ou imprecisas, vindas de fontes não confiáveis pode ser um risco enorme.
 

Na vida, não é diferente. Há muita gente por aí realizando atendimentos em saúde ocular sem ser médico oftalmologista. É por isso que é importante buscar informações e profissionais seguros para confiar os cuidados relacionados à sua visão.

1.

Qual é o profissional indicado para cuidar da saúde dos olhos?

O único profissional apto a cuidar da saúde ocular é o médico oftalmologista, que cursou graduação em Medicina e se especializou em Oftalmologia. Somente ele é capaz de realizar uma avaliação completa e identificar possíveis alterações capazes de afetar a visão.

2.

Óticas estão autorizadas a realizar atendimento em Oftalmologia?

É muito comum que as óticas ofereçam exame de refração, popularmente conhecido como “exame de vista”. Ocorre que, na maior parte das vezes, trata-se de uma venda casada, ou seja, elas prestam atendimento, mas se você quiser obter resultado, precisa adquirir os óculos no mesmo local. Esse tipo de coação é ilegal e deve ser denunciado. Além disso, às óticas, permanece o impedimento de confeccionar lentes de grau sem prescrição médica, bem como os estabelecimentos de vendas de lentes estão proibidos de fornecer lentes sem prescrição médica, nos termos do Artigo 39 do Decreto 20.931/32 e Artigo 14 do Decreto 24.492/34.

3.

O que é exercício ilegal da Medicina?

O exercício ilegal da Medicina é crime, tipificado no art. 282 do Código Penal, que pune quem pratica atos médicos sem autorização legal ou excedendo-lhe os limites.

4.

Optometristas são médicos?

Não! Mesmo com diploma de nível superior, optometristas não podem realizar atos médicos, pois: 

  • Não há lei que regulamente a ocupação como se profissão fosse;

  • Existem normas que continuam a limitar a atuação de pessoas que não são médicas.

QUER SABER MAIS?

Baixe seu eBook gratuitamente agora mesmo!